Nos Estados Unidos, a Food and Drug Administration (FDA) definiu padrões para garantir a cadeia de fornecimento de medicamentos. Agora é necessária uma identificação numérica padronizada para as embalagens de medicamentos prescritos. Isto é serialização.

A serialização envolve a marcação de embalagens com um identificador de produto (GTIN), um número de série único, um número de lote e uma data de validade. A serialização deve ser feita ao menor nível de embalagem de um produto, caso seja uma caixa, um frasco ou uma garrafa, e todos os dados devem ser incluídos em uma Data Matrix 2D (GS1).

A agregação é a próxima etapa lógica e exigência da DSCSA. Espera-se que todas as empresas que acabaram de implementar o processo de serialização empreendam esta próxima etapa crítica até 2023.

 

CONTATE-NOS PARA SABER MAIS