O QUE É A RASTREABILIDADE DE PONTA A PONTA?

A rastreabilidade de ponta a ponta é a capacidade de rastrear as informações sobre produtos à medida que eles percorrem toda a cadeia de suprimentos, da matéria-prima até o consumidor final.

Por exemplo, as soluções de rastreabilidade de ponta a ponta podem ser usadas para rastrear o fluxo do cacau de uma plantação específica até a fábrica de processamento, depois passando por cada centro de distribuição até o varejista e, finalmente, até o produto acabado na cesta do supermercado do consumidor.

 

QUAL É A DIFERENÇA ENTRE A RASTREABILIDADE E A VISIBILIDADE?

A rastreabilidade é a ferramente que proporciona visibilidade. Ela conecta dados em cada etapa da cadeia de suprimentos, fornecendo informações detalhadas e em tempo real do percurso de um produto, da matéria-prima até o consumidor.

 

QUAL É O CUSTO DE IMPLEMENTAR A RASTREABILIDADE DE PONTA A PONTA?

Cada cadeia de suprimentos é única. O custo será determinado principalmente por:

  • Quantos ingredientes/produtos você deseja rastrear
  • A complexidade da cadeia de suprimentos: os locais e o número de participantes envolvidos
  • O nível de granularidade de que você precisa em seus dados

 

PRECISO ENVOLVER TODOS OS PARTICIPANTES DA MINHA CADEIA DE SUPRIMENTOS?

Não, você pode decidir se e quando deseja envolver outros participantes e quais informações quer compartilhar com eles. A rastreabilidade e a visibilidade da cadeia de suprimentos podem ser atingidas sem necessidade de envolver todos os seus parceiros de negócios.

 

COMO FAÇO PARA COMEÇAR A IMPLEMENTAR A RASTREABILIDADE?

Sempre recomendamos que você comece com um único produto e, posteriormente, adicione os ativos que desejar, ampliando a plataforma passo a passo. Você determina onde tem problemas em sua cadeia de suprimentos e nós enfocaremos nessa parte antes de expandir para outras partes, se necessário.

 

POR QUE A RASTREABILIDADE DE ALIMENTOS E BEBIDAS É TÃO IMPORTANTE?

A fraude e os problemas de segurança relacionados aos alimentos podem ameaçar a saúde pública e destruir a reputação e as finanças de uma marca. Surtos de doenças transmitidas por alimentos, falsificações, práticas ilegais e desvios de produtos são uma realidade. A rastreabilidade pode minimizar o risco e atenuar essas ameaças globais, ao mesmo tempo em que aumenta a eficiência da cadeia de suprimentos.

A rastreabilidade consegue fazer isso proporcionando visibilidade e transparência à cadeia de suprimentos global.

 

O QUE PRECISO LEVAR EM CONSIDERAÇÃO AO ESCOLHER UM SISTEMA DE RASTREABILIDADE?

O mais importante é ter dados precisos. Esses dados devem estar corretamente associados a um produto. É por isso que os fabricantes estão digitalizando o processo de captura de dados para garantir dados imediatos e precisos.

 

É NECESSÁRIO IDENTIFICAR E RASTREAR CADA ITEM PARA OBTER VISIBILIDADE DA CADEIA DE SUPRIMENTOS? 

Não, mas é uma opção útil em alguns casos. Você pode obter visibilidade rastreando o item, o lote e/ou a transação.

 

QUAL É A DIFERENÇA ENTRE RASTREABILIDADE INTERNA E EXTERNA?

A rastreabilidade interna é quando uma empresa acompanha os produtos em seus próprios sistemas e infraestrutura. Por exemplo, um fabricante acompanha os produtos quando eles chegam na fábrica provenientes de um fornecedor até o ponto de envio a outras partes interessadas (distribuidores/armazéns/varejistas, etc.).

A rastreabilidade externa é quando você cria vínculos de rastreabilidade com os fornecedores imediatos de sua cadeia de suprimentos, como o rastreamento de cevada do campo até o local de fabricação.

 

QUAL É A DIFERENÇA ENTRE SEGURANÇA ALIMENTAR E QUALIDADE ALIMENTAR?

A segurança alimentar refere-se a se um produto é seguro para o consumo, enquanto que a qualidade alimentar refere-se mais às características ou exigências padrão necessárias para satisfazer o consumidor.

 

EXISTEM LEIS ESPECÍFICAS PARA PROTEGER OS CONSUMIDORES?

A maioria dos países tem normas e leis para garantir a segurança alimentar. A produção, processamento, embalagem, etiquetagem, distribuição e revenda de produtos e subprodutos alimentícios são regidos por uma série de leis, normas, códigos de prática e orientações. A Food and Drug Administration (FDA), por exemplo, define e aplica normas de segurança alimentar nos Estados Unidos, e a Política de Segurança Alimentar Europeia rege as práticas do setor na União Europeia.

 

QUAIS PRODUTOS DO SETOR DE ALIMENTOS E BEBIDAS SÃO FALSIFICADOS COM MAIOR FREQUÊNCIA?

  • Vinhos e bebidas alcoólicas de alto nível
  • Azeite de oliva e óleo de trufa
  • Mel
  • Peixes e frutos do mar
  • Café
  • Temperos processados, como açafrão, canela. pimenta negra e baunilha
  • Caviar
  • Leite em pó
  • Fórmula para bebês
  • Carne
  • Vinagre balsâmico
  • Produtos de comércio justo/orgânicos certificados

 

ENTRE EM CONTATO CONOSCO PARA SABER MAIS