Perguntas e respostas Rastreabilidade no setor de alimentos e bebidas

O setor de alimentos e bebidas, que move trilhões de dólares e está em constante evolução, é dinâmico, complexo e dominante, desempenhando um papel vital em nossas vidas ao fornecer grande parte dos alimentos e bebidas que consumimos todos os dias.

Com o surgimento da globalização, uma surpreendente variedade de produtos alimentícios pode agora circular livremente por fronteiras e oceanos. Porém, como os padrões de saúde e segurança variam de um país para outro, a maior mobilidade de produtos internacionais acarreta riscos mais elevados de contaminação, deterioração e crises ambientais em todo o mundo.

Os fabricantes, varejistas e consumidores precisam e querem saber tudo sobre seus produtos alimentícios, como a origem, os ingredientes e outras características, onde e como eles foram processados, etc. A rastreabilidade da cadeia de suprimentos pode fornecer essas respostas e atenuar possíveis problemas.

As tecnologias da verdadeira rastreabilidade de ponta a ponta da OPTEL permitem que empresas e consumidores obtenham percepções valiosas sobre a trajetória dos produtos do setor de alimentos e bebidas ao longo da complexa cadeia de suprimentos desse setor.

O que é a rastreabilidade de ponta a ponta?

A rastreabilidade de ponta a ponta é a capacidade de rastrear e controlar informações sobre a matéria-prima e os produtos ao longo de toda a cadeia de suprimentos, até o usuário final.

Por exemplo, as soluções de rastreabilidade de ponta a ponta podem ser usadas para rastrear o fluxo do cacau desde uma plantação específica até a fábrica de processamento, passando por cada centro de distribuição, até o varejista e, finalmente, ao produto acabado na cesta de compra do consumidor.

Por que a rastreabilidade é tão importante no setor de alimentos e bebidas?

Fraudes e problemas de segurança relacionados aos alimentos podem ameaçar a saúde pública e destruir a reputação de uma marca em segundos, além de serem dispendiosos. Surtos de doenças transmitidas por alimentos, falsificação, terrorismo alimentar, práticas ilegais e desvios são uma realidade. As empresas devem ser proativas para minimizar os riscos dessas ameaças globais.

A rastreabilidade consegue isso ao acrescentar transparência à cadeia de suprimentos global. Uma boa plataforma de rastreabilidade pode fornecer a prova necessária de:

  • Qualidade
  • Segurança
  • Autenticidade
  • Comércio justo
  • Sustentabilidade
  • Inovação

Qual é a diferença entre segurança alimentar e qualidade alimentar?

A segurança alimentar refere-se a se um produto é seguro para o consumo, enquanto que a qualidade alimentar refere-se mais às características ou exigências padrão necessárias para satisfazer o consumidor.

Existem leis específicas para proteger os consumidores?

A maioria dos países tem normas e leis para garantir a segurança alimentar. A produção, processamento, embalagem, etiquetagem, distribuição e revenda de produtos e subprodutos alimentícios são regidos por uma série de leis, normas, códigos de prática e orientações. O Food and Drug Administration (FDA) define e aplica normas de segurança alimentar nos Estados Unidos, enquanto que a Política europeia de segurança alimentar rege as práticas do setor na União Europeia.

Quais produtos do setor de alimentos e bebidas são os alvos mais comuns da falsificação?

  • Vinhos e bebidas alcoólicas de alto nível
  • Azeite de oliva e óleo de trufa
  • Mel
  • Peixes e frutos do mar
  • Café
  • Especiarias processadas, como açafrão, canela, pimenta preta e baunilha
  • Caviar
  • Leite em pó
  • Fórmula para bebês
  • Carne
  • Vinagre balsâmico
  • Produtos orgânicos/de comércio justo certificados

O que é serialização?

Serialização é o processo de atribuir um identificador único a produtos. O processo permite rastrear e controlar a trajetória de um produto ao longo da cadeia de suprimentos. Muitos setores, como o da saúde e o farmacêutico, estão submetidos a leis sobre serialização.

Por que a serialização é importante?

Há muitos motivos para serializar, especialmente para fins de autenticação e rastreabilidade. A serialização torna mais difícil e menos viável financeiramente a entrada de falsificadores na cadeia de suprimentos. Esse processo ajuda a minimizar o risco para os consumidores ao melhorar a segurança dos produtos e, ao mesmo tempo, minimizar os riscos para as finanças e a reputação das marcas.

Qual é a diferença entre controle/rastreamento e rastreabilidade?

Ambos os termos são usados indistintamente para descrever o processo de usar a coleta de dados para acompanhar um produto ao longo da cadeia de suprimentos.

 Qual é a diferença entre controle e rastreamento?

O rastreamento monitora a localização e o estado de um produto à medida que ele avança pela cadeia de suprimentos (onde ele está em qualquer momento determinado, como chegou lá e em que condições), enquanto que o controle revela a origem e a história do produto (de onde veio e por onde passou).

Qual é a demanda do mercado pelas tecnologias de rastreabilidade?

As implicações para a saúde pública, a transparência corporativa e iniciativas contra falsificações são consideráveis: Entre os setores de alimentos e farmacêutico, espera-se que o mercado para as tecnologias de controle e rastreamento aumente para 14,1 bilhões de dólares em receitas até 2020, de acordo com um relatório da Allied Market Research..

Por que a rastreabilidade de ponta a ponta ainda não foi implementada em todos os lugares?

A transparência da cadeia de suprimentos é complicada devido ao grande número de fornecedores, fábricas, distribuidores e produtos envolvidos. Os produtores usam sistemas de identificação do produto diferentes, com software e sensores diferentes para rastrear todos os tipos de produtos. A complexidade de cada cadeia de suprimentos e os custos envolvidos na implementação da rastreabilidade de ponta a ponta desanimaram a maioria das empresas no passado.

Agora, porém, com as novas tecnologias, como blockchain, inteligência artificial (IA) e a Internet das Coisas (IoT), estão disponíveis soluções mais simples e menos dispendiosas.

O que é blockchain?

O dicionário Webster define blockchain como “um banco de dados digital que contém informações (como registros de transações financeiras) que podem ser usadas e compartilhadas simultaneamente em uma grande rede descentralizada e publicamente acessível”.

Também conhecido como tecnologia de registro distribuído (DLT), blockchain é um banco de dados usado para autenticar e armazenar transações e outros dados em “blocos” digitais. Ao eliminar a necessidade de um terceiro confiável, como uma instituição financeira, o blockchain depende de um sistema de consenso que envolve milhares de usuários de computadores, ou “nós”, dentro da rede do blockchain para validar dados. Como os dados de um bloco são armazenados de modo permanente e não podem ser alterados retroativamente sem afetar todos os outros blocos da corrente, a tecnologia é considerada por muitos como uma alternativa segura, viável e potencialmente valiosa aos sistemas de gerenciamento de dados tradicionais e centralizados.

Por que o blockchain é associado com a rastreabilidade?

A tecnologia de blockchain pode transformar os processos de rastreabilidade ao garantir que as transações das várias partes interessadas envolvidas em uma cadeia de suprimentos sejam honestas e transparentes. A tecnologia pode, portanto, contribuir para criar uma cadeia de suprimentos mais segura, transparente e eficaz.

O que é a Internet das Coisas?

A Internet das Coisas (IoT) refere-se à capacidade de conectar-se à Internet de dispositivos eletrônicos e objetos do dia-a-dia, como telefones celulares e eletrodomésticos. Ao ser combinada com as tecnologias de rastreabilidade, a IoT permite que os consumidores escaneiem os itens antes de comprá-los para conhecer sua origem, componentes, sustentabilidade, etc., entre outras aplicações.

O mesmo conceito permite que as marcas obtenham percepções valiosas sobre os hábitos de consumo de seus clientes, as quais podem ser usadas para desenvolver campanhas de marketing dirigido, com vistas a assegurar ou aumentar a fidelidade do cliente.